top of page

Lucro & Despesas – “...alguém precisa se preocupar com os clips...”.

Atualizado: há 3 dias

Este Incrementando foi criado como um meio para vivermos nosso propósito: 

HUMANIZAR OS NÚMEROS PARA PROSPERAR EM UMA NOVA ECONOMIA.



Estávamos em uma reunião para analisar os resultados de um determinado mês, quando o cliente e amigo, Régis Marques, sócio gestor da Embalagens Jaguaré, disse essa frase que escolhi como título desta edição: “...alguém precisa se preocupar com os clips...”. Ela ilustra muito bem o que eu acredito que deve ser feito para gerenciar melhor as despesas e incrementar o lucro do seu negócio.

 

Essa frase simples, mas impactante, nos faz refletir sobre a necessidade de atenção aos detalhes em nosso negócio. Muitas vezes, são as pequenas despesas que passam despercebidas e acabam impactando negativamente os resultados financeiros. Ao nos preocuparmos com "os clips", ou seja, com cada gasto e despesa do nosso negócio, podemos identificar oportunidades de economia e otimização. Devemos estar atentos a cada "clip", cada pequeno detalhe que muitas vezes pode fazer uma grande diferença. Augusto Cury diz “...não tropeçamos nas grandes montanhas, mas nas pequenas pedras...”

 

No entanto, ainda há um elemento ainda mais importante que está nessa frase, o que considero essencial para a gestão das despesas: é necessário que cada real gasto na empresa tenha um responsável designado. Eu venho insistentemente recomendando aos nossos clientes que estabeleçam os chamados “donos de contas”. E, lógico que é impraticável que um sócio ou um gestor se preocupe com detalhes como os gastos com clips, elásticos etc., mas alguém precisa preocupar e se responsabilizar por isso.

 

Quando uma despesa tem um responsável, aumenta muito a chance de que os desperdícios sejam evitados. O “dono da conta” é capaz de encontrar alternativas criativas e mais econômicas de realizar aquilo que é necessário.

Já presenciei alguns casos de reduções significativas de despesas, com itens simples como pregos, elásticos, parafusos etc., mas aconteceu porque tinha alguém cuidando.

 

Afinal de contas o desafio não é gastar menos, mas sim gastar bem. Como já escrevi e digo insistentemente nas reuniões que participo, nas empresas as pessoas precisam estar o mais próximo possível dos clientes. Pois, assim fica mais fácil identificar o que eles valorizam e aceitam pagar, ou seja, são gastos gerando faturamento. Nós costumamos apresentar um gráfico onde as colunas representam o volume das despesas (normalmente numa série histórica de 13 meses), e a linha, a proporção dos gastos em relação ao faturamento. Eu costumo dizer que o tamanho da coluna tanto faz, o importante é a linha. Esta é que vai mostrar se o dinheiro está sendo bem gasto ou não.

 

Outra maneira de “gastar certo” é a liderança estar muito próxima dos colaboradores. Na maior parte das empresas mais da metade das despesas são com pessoas. Então estar próximo, garantir que as pessoas estejam conectadas ao propósito da empresa, que estão atuando onde conseguem entregar o melhor dos seus potenciais. Um amigo uma vez me disse que a empresa dele passava pelo melhor momento, porque ele conseguiu “escalar o time” com as pessoas nas suas melhores “posições.

 

Enfim, “...alguém precisa saber se cada clips é valorizado pelo cliente e pelo colaborador, assim como se o clips é o melhor para atendê-los...”



Marcelo Simões


 




2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page